O presidente Jair Bolsonaro deverá anunciar logo mais a nomeação do general Marco Antônio Freire Gomes como o novo comandante do Exército. O militar irá substituir o atual comandante Paulo Sérgio Nogueira, que deverá assumir o Ministério da Defesa no lugar do general Walter Braga Netto.

Braga Netto deixará o comando da Defesa para ficar disponível para a candidatura de Bolsonaro à reeleição. É praticamente certo que ele será candidato a vice-presidente na chapa do presidente. A “dança das cadeiras” no setor militar também deverá favorecer o Executivo.

Isso porque, segundo informações do Metrópoles, Bolsonaro já teria dito que o general Marco Antônio Freire Gomes é um bolsonarista. A expectativa, portanto, é que as Forças Armadas estejam totalmente alinhadas ao comando do seu chefe supremo, que é o presidente da República.

O general Gomes nasceu em 31 de julho de 1957, em Pirassununga, no estado de São Paulo. Além dos Cursos de Formação, de Aperfeiçoamento, de Altos Estudos Militares, ele realizou o curso de Ações de Comandos em 1983; Curso de Força Especiais em 1984 e Gerenciamento de Crises no Departamento de Defesa.

Gomes também cursou Gerenciamento de Crises no Departamento de Defesa em Washington, nos Estados Unidos, em 2000; Comando e Estado-Maior do Exército – ECEME em 2001; Logística e Mobilização da Expressão Militar do Poder Nacional em 2003; Contraterrorismo e Coordenação Interagências, no CHDS/EUA em 2004; Política, Estratégia e Alta Administração do Exército em 2007; Segurança Presidencial em 2009 e Senior Mission Leaders Course – Egito em 2015.

O general é casado com a nutricionista Renata Couto Falcão Gomes e possui dois filhos, Bruno e Rachel, segundo informações do Exército Brasileiro.