No momento em que o grupo terrorista Talibã está em ascensão no Afeganistão, aqui no Brasil a Polícia Federal se deparou com um homem suspeito de planejar um atentado terrorista em solo nacional.

Segundo os investigadores, o sujeito manifestava o interesse de se aliar a grupos terroristas internacionais e poderia cometer um ataque suicida a qualquer momento. Felizmente, o radical foi preso pelos agentes federais na manhã da última quinta-feira em Maringá, no Paraná.

A Polícia Federal disse que o indivíduo tinha “contato direto com radicais islâmicos no exterior, manifestando a intenção de viajar para outros países como Iraque, e incorporar-se a organizações terroristas”, informou o G1.

“Além disso, o investigado circulou vídeos em grupos na internet em que, encapuzado, exibia armas, munição, rádio comunicador, cédulas de dólares americanos, dentre outros itens, proferindo conteúdo extremista e manifestando desejo de executar mortes de inocentes em uma ação suicida”, informou a PF em nota.

Os policiais constataram que o indivíduo, que já possui passagem pela Polícia por posse ilegal de arma e tentativa de roubo, possui treinamento para a utilização de armas de fogo. Em sua residência foi encontrado uma espingarda calibre 32.

Encaminhado para julgamento, se condenado por associação ao terrorismo a pena poderá chegar a 30 anos de prisão.