Miranda fala em explodir a República e ameaça: “2022 vai ser bem diferente”

O deputado federal Luís Miranda (DEM-DF) reagiu a uma representação feita pelo Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) nesta terça-feira, afirmando que não possui problemas em “aumentar o tom” contra o governo federal. A declaração foi uma reação específica ao presidente nacional da sigla, o ex-deputado Roberto Jefferson.

“Tomei conhecimento agora da representação que o PTB entrou contra mim no Conselho de Ética da Câmara. Se de fato for pra frente, na primeira sessão [do órgão interno], as provas que o Brasil inteiro quer que eu apresente serão entregues na sessão e, me desculpe, mas 2022 vai ser bem diferente. Só isso que eu tenho pra dizer”, afirmou o deputado.

Miranda está sendo acusado pelo PTB de agir com “má-fé” contra o presidente Jair Bolsonaro, pois com base em seu depoimento na CPI da Pandemia, a cúpula da comissão acusou o presidente da República de prevaricação.

Mas Miranda, por sua vez, rebateu a acusação do partido e sugeriu que poderá reagir de forma mais grave: “Já que o ‘Bob’ quer explodir a República, então que ele o faça, porque até agora eu só falei a verdade e tentei minimizar os danos. Se eles querem aumentar o tom, vamos aumentar o tom, eu não tenho dificuldade nenhuma em aumentar o tom”, afirmou, segundo o Metrópoles.