Uma grande operação policial foi montada para perseguir e capturar um homem chamado Lázaro Barbosa de Sousa, de 32 anos. Ele é acusado de matar quatro pessoas da mesma família com requintes de crueldade, incluindo possível estupro, em Ceilândia, região do entorno do Distrito Federal.

Ele também foi acusado de atirar em outras quatro pessoas durante roubos recentes na região. Durante a sua fuga, o suspeito se dirigiu para Cocalzinho de Goiás, onde estaria escondido. A região é conhecida por concentrar chácaras, rios e área selvagem.

Segundo informações da Istoé, o homem se diz perseguido por uma espécie de “demônio” ou “espírito” e, segundo a polícia, há indícios de que Lázaro participe de rituais satânicos. Policiais bloquearam vias e estão há seis dias no encalço do suspeito.

Às vítimas foram o empresário Cláudio Vidal, de 48 anos, e os filhos dele, Gustavo Vidal, de 21 anos, e Carlos Eduardo Vidal, de 15. Cleonice Marques de Andrade, de 43 anos, esposa de Cláudio, foi sequestrada e depois morta. Seu corpo foi achado em uma região de mata próxima ao local da sua residência, com sinais de violência sexual e tortura.

Lázaro chegou a ser preso em 2018, mas conseguiu fugir. Ele já possui uma condenação por homicídio na Bahia, além de ser procurado por crimes de roubo, estupro e porte ilegal de arma de fogo.

“Ele é da região [Entorno do DF] e é mateiro, acostumado a se ‘emburacar’ em vários pontos. Tudo indica que é um psicopata. Estamos com oito vítimas confirmadas, sendo cinco fatais”, explicou o secretário de Segurança Pública de Goiás, Rodney Miranda, segundo o G1. Veja imagem e vídeo abaixo:

Lázaro Barbosa de Sousa
Lázaro Barbosa de Sousa é procurado em grande operação policial no entorno de Brasília. Reprodução: Google

VÍDEO: centenas de policiais fecham o cerco contra acusado de chacina próximo ao DF