Coronel do Exército, ex-auxiliar de Pazuello, será ouvido na CPI da Pandemia

A CPI da Pandemia ouvirá nesta quarta-feira (09) o coronel Antônio Elcio Franco Filho, ex-auxiliar do general Eduardo Pazuello, que chefiou o Ministério da Saúde do atual governo durante a maior parte da crise sanitária que enfrenta o país em decorrência do novo coronavírus.

Em sua atuação no Exército, o coronel Antonio Elcio Franco Filho teve como um dos trabalhos de destaque, por exemplo, o comando do 8º Batalhão de Infantaria de Selva (BIS), que em 2008 fez patrulha na fronteira do Brasil devido ao conflito entre Equador e Colômbia.

Na época, o clima era de tranquilidade na fronteira do Brasil com a Colômbia. “A situação é tão normal que até fizemos a incorporação dos recrutas normalmente na semana passada. Não sentimos, nos últimos dias, nenhum efeito migratório na região de Tabatinga”, disse o militar na época.

Hoje, o depoimento na CPI deverá ser usado por senadores oposicionistas para tentar contradizer o general Pazuello, que já prestou depoimento na mesma Comissão, esclarecendo dúvidas quanto ao seu papel a frente do Ministério da Saúde. Entenda mais:

Podendo retornar à CPI da Covid, Pazuello aparece sem máscara em ato pró-Bolsonaro