Polícia Federal prende Secretário de Saúde do Amazonas e faz busca contra governador

A Polícia Federal está fazendo uma operação na manhã de hoje para executar mandados por suspeitas de desvios de recursos públicos. Entre os alvos estão o governador do Amazonas, Wilson Lima e seu secretário de Saúde, Marcellus Campelo. Ao todo, a PF cumpre 25 mandados, sendo 19 de busca e 6 de prisão temporária, em Manaus e também em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul.

A PF prendeu Campelo e fez buscas na residência de Lima e em seu gabinete. Os demais alvos são empresários. Todos são investigados por práticas dos crimes de fraude licitatória, desvio de recursos públicos e organização criminosa.

O STJ determinou ainda o sequestro de bens e valores em valor total de R$ 22,8 milhões. Segundo as investigações, “há indícios de que funcionários do alto escalão da Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas realizaram contratação fraudulenta, para favorecer grupo de empresários locais, sob orientação da cúpula do governo do Estado”.

Os contratos investigados envolvem a locação do hospital Nilton Lins, que, segundo os investigadores, “não atende às necessidades básicas de assistência à população atingida pela pandemia de Covid”, com risco de contaminação de pacientes e funcionários da unidade.

“Verificou-se, ainda, que contratos das áreas de conservação e limpeza, lavanderia hospitalar e diagnóstico por imagem, todos os três firmados em janeiro de 2021 com o governo do Amazonas, cujos serviços são prestados em apoio ao hospital de campanha, contêm indícios de montagem e direcionamento de procedimento licitatório, prática de sobrepreço e não prestação de serviços contratados”, acrescenta a PF, em nota. Com informações: O Antagonista.

GRAVE: Polícia Federal é recebida a tiros em operação contra desvios da Saúde no AM