Bolsonaro volta a falar em reação militar no país: “Espero que não seja necessário”

O presidente Jair Bolsonaro esteve hoje na Guarnição Militar de São Gabriel da Cachoeira, no Amazonas, foi foi participar da inauguração de uma obra local, ocasião em que esteve reunido com integrantes do Exército, incluindo o seu comandante e o ministro da Defesa, general Braga Netto.

Na ocasião, o presidente afirmou que às Forças Armadas possuem um papel crucial na manutenção da liberdade civil, podendo ser usada se necessário para garantir os direitos básicos da população. No contexto, Bolsonaro referia-se a medidas consideradas abusivas em alguns estados e municípios, em decorrência da pandemia.

“O que nós queremos? Queremos paz, queremos progresso e, acima de tudo, liberdade. E a gente sabe que esse último desejo passa por vocês. Mais do que a obrigação, tem o dever. Tenho certeza que vocês agirão dentro das quatro linhas da Constituição se necessário for”, afirmou o presidente em um vídeo divulgado nas suas páginas na internet.

“Espero que não seja necessário, que a gente parta para a normalidade. Não estamos nela ainda, estamos longe dela, mas ninguém pode acusar o atual presidente da República de ser uma pessoa que não seja democrática, que não respeita as leis e que não age dentro da Constituição”, acrescentou. Assista: