Podendo retornar à CPI da Covid, Pazuello aparece sem máscara em ato pró-Bolsonaro

O general do Exército Brasileiro e ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, esteve hoje (23) ao lado do presidente da República Jair Bolsonaro em uma grande manifestação de apoio ao governo, no Rio de Janeiro, quando cerca de 10 mil motociclistas fizeram um passeio pela cidade carioca.

A presença de Pazuello, poucos dias após o seu depoimento na CPI da Pandemia, no Senado Federal, chamou atenção especialmente pelo fato de não aparecer usando máscara de proteção, visto que esse foi um dos questionamentos feitos ao ex-ministro durante o seu depoimento, isto é: se é favorável ou não ao uso do objeto.

Como o presidente da CPI, senador Omar Aziz, já havia dito que pretende convocar Pazuello para prestar mais um depoimento à Comissão, sem dúvida o fato do general aparecer hoje sem máscara será alvo de críticas e questionamentos por parte dos interrogadores.

Segundo informações do Metrópoles, o Alto Comando do Exército Brasileiro já estaria avaliando se Pazuello pode ter cometido alguma infração disciplinar, visto que o Código de Ética do EB proíbe a participação dos militares da ativa em manifestações de cunho político.

Entretanto, é possível que a presença de Pazuello no ato possa ser interpretada como uma iniciativa civil, ou seja, do “cidadão Pazuello”, uma vez que o mesmo não falou ou se apresentou como general, por exemplo, fardado.

Bolsonaro e Pazuello aglomeram sem máscara em ato no RJ; CPI | Saúde
General Pazuello aparece sem máscara ao lado do presidente Jair Bolsonaro durante manifestação no Rio de Janeiro. Reprodução: Google