Forças Armadas alertaram os senadores da CPI que Pazuello iria depor como general

Ainda esta semana, os Agentes Federais publicaram uma matéria destacando a mudança de “clima” e “tom” entre os senadores da CPI da Pandemia, especialmente do relator Renan Calheiros, durante o depoimento do ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello. Agora, uma informação publicada pela CNN Brasil parece confirmar essa realidade.

Isso porque, segundo a emissora, os senadores da CPI foram notificados pelas Forças Armadas de que Pazuello iria depor na Comissão, mas na condição de general do Exército Brasileiro da ativa, o que sem dúvida foi elemento-chave para a mudança de postura dos senadores diante do militar.

Assim informa a CNN, com destaque nosso: “Integrantes das Forças Armadas enviaram recados a senadores da CPI da Pandemia nos quais deixaram claro que Eduardo Pazuello era um general da ativa e que estava ali como um integrante do Exército Brasileiro.

Ainda segundo a emissora, “também foi colocado por fontes que os recados ajudaram a moderar o relator Renan Calheiros (MDB-AL)”. Ora, não há dúvida alguma de que esse foi um fator preponderante na mudança de tom do relator, conforme destacamos nessa matéria.

Além do fato de Pazuello ter demonstrado bastante preparo e segurança em suas respostas, o recado das Forças Armadas, na verdade, foi como um puxão de orelha nos senadores no sentido de cobrar respeito para com o ex-ministro.

Em outras palavras, o recado lembrou implicitamente de que qualquer atitude jocosa e depreciativa para com Pazuello seria, também, uma ofensa direta contra o Exército Brasileiro, consequentemente das Forças Armadas como um todo. Está explicado!

General Pazuello muda o clima da CPI da Covid e faz Renan Calheiro baixar o “tom”