[Vídeo] Policial contou história para criança em ação no RJ: “Pensei no meu filho”

Geralmente, a grande imprensa não costuma dar grandes destaques às atitudes honrosas dos agentes federais, estaduais e municipais que atuam na segurança pública no nosso país, a exemplo do que fez um policial durante uma operação na comunidade do Jacarezinho, no Rio de Janeiro, em 06 de maio.

Durante a operação que deixou 28 mortos, sendo 27 criminosos e um agente, em decorrência do confronto com os bandidos, um policial em particular resolveu tomar uma atitude que sem dúvida fez a diferença para uma criança que estava assustada no meio do clima tenso da operação: ele parou para contar historinhas para ela!

“Todo mundo da fazenda fez uma grande festa para poder chamar o Boi Bumba”, iniciou o policial civil Francisco Marques Pacheco. Ele explicou durante entrevista para O Dia que a sua intenção foi distrair a criança durante o momento de extrema tensão e complexidade da operação, considerada a mais letal na história do RJ até o momento.

“A gente sabia que alguns colegas estavam feridos, mas sem gravidade. Ali é um momento muito sensível. Eram crianças que não sabiam o que estava acontecendo naquele momento. Apesar de morarem numa comunidade, ainda não conseguem entender toda a realidade daquele lugar”, disse ele.

Pacheco disse ainda que lembrou do seu filho naquele momento, desejando voltar logo para casa em segurança. Ele agiu com o coração, ciente da gravidade e dos riscos que estava enfrentando.

“Ali foi um momento em que não pensei apenas naquelas crianças. Eu pensei no meu filho. Todo policial quer retornar em segurança e chegar em casa para contar a história do folclore para os filhos. Também somos pais e pensamos no bem-estar dos nossos filhos”, destacou. Assista o vídeo abaixo: