Militares de Portugal se impressionam com o Super Tucano do Brasil e avaliam compra

Quando falamos de Força Aérea, uma das primeiras imagens que vêm à mente é a de caças de combate de última geração, supersônicos e capazes de disparar mísseis poderosos. Todavia, existem aeronaves tão temidas quanto essas e que também possuem alta tecnologia. Uma delas é o modelo Super Tucano EBM-314.

O Super Tucano é um avião de combate desenvolvido pela Empresa Brasileira de Aeronáutica S.A (Embraer), especializada também em aviões de guerra, como é o caso do EBM-314. O modelo já foi comprado por 16 países diferentes, integrando a frota de nações em diversas partes do mundo, incluindo o Oriente Médio.

Agora, quem manifestou interesse na aeronave da Força Aérea Brasileira foi Portugal, após os militares do alto comando da Força Aérea Portuguesa presenciarem o avião brasileiro em atividade no país, deixando-os surpresos devido à capacidade técnica do Super Tucano, segundo a Info Defensa.

Atualmente a FAP está negociando com a Embraer a compra de dez aviões desse modelo para a compor a frota portuguesa.

Super Tucano é um caça de combate?

O avião Super Tucano é um caça de combate de categoria leve, especializado em ações de contra-insurgência e guerrilha. Ele não é supersônico, mas atinge uma velocidade de quase 600 km/h e possui uma autonomia de voo de 4.820 km.

Por verem o avião geralmente em exposições de manobras, muitos pensam que se trata de uma aeronave apenas de treino e patrulha, mas não é verdade. O modelo, conhecido no passado como ALX Super Tucano também é um avião de ataque, podendo carregar armas poderosas.

Militares de Portugal se impressionam com o Super Tucano do Brasil e avaliam compra
Super Tucano utilizado no combate às FARC pela Força Aérea da Colômbia. EUA e Afeganistão também utilizam o modelo. Reprodução: Google

O EBM-314 carrega duas metralhadores M3-P de 12,7mm em suas asas e mais 5 pontos rígidos em cada uma, podendo ser equipado com até 1.500kg de armamentos, como mísseis ar-ar-, foguetes, bombas guiadas e tanque de combustível reserva.

O grande diferencial da aeronave é a agilidade e versatilidade, facilidade de operação e baixo custo de manutenção, o que lhe fez se tornar um dos caças-leves mais eficientes do mundo.

O Super Tucano também consegue fazer manobras radicais, servir de treino para novos pilotos nos modelos de cabine dupla e ainda ser usado como aeronave de ataque em missões específicas, auxiliando operações aéreas diversas.

Atualmente, estima-se que a Força Aérea Brasileira possui 93 modelos Super Tucanos EBM-314 (T-29, o atualizado) e mais 103 do modelo EBM-312 (T-27), uma versão anterior ao atual, números que ajudaram o Brasil a subir no ranking das maiores potências militares do mundo, ficando na 9ª colocação este ano.