Em decisão histórica, todos os comandantes das Forças Armadas serão substituídos

O Ministério da Defesa informou nesta terça-feira (30) que os três comandantes das Forças Armadas serão substituídos: Edson Pujol, do Exército, Ilques Barbosa Junior, da Marinha, e Antonio Carlos Moretti, da Aeronáutica.

A decisão foi anunciada em nota após uma reunião nesta manhã com o novo ministro da pasta, Walter Braga Netto, o ex-ocupante do cargo, Fernando Azevedo e Silva e os chefes das Forças.

O analista da CNN Igor Gadelha apurou com generais e auxiliares do governo que as substituições são a pedido do presidente Jair Bolsonaro. Havia a expectativa, desde o anúncio da troca do comando da Defesa nesta segunda (30), que os três pedissem para deixar os cargos.

Até a noite de ontem, os comandantes avaliavam que não seria correto entregar os cargos antes de ouvir o novo ministro. Eles queriam avaliar como se dará o estreitamento da relação entre as Forças Armadas e o Palácio do Planalto, o que teria motivado a demissão de Fernando Azevedo.

Segundo fontes ouvidas pelo âncora da CNN Caio Junqueira, o presidente estava incomodado com a postura das Forças em relação ao governo. Os comandantes estariam receosos que houvesse uma demanda por um alinhamento político das tropas com Bolsonaro.

Veja a nota oficial do Ministério da Defesa, abaixo. Com: CNN Brasil.

Imagem